terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Obrigado amigo



E se vai...
Assim, leve como a pena
O seu canto ainda ecoa

Na minha mente ainda em cena.

Onde já se viu esse cantar?
Parece som dos pássaros eu sei
Achos que estes não são tão inocentes
Ainda ressoa em minha mente.

Ah quando aquela mão ritmava
Não sei se em ritmo se enquadrava
Ou se aquelas mãos que outrora tocava
Ou batia ou cantava

E se vai!
O que ficou e o que perdi,
Acho que seria assim
Parte de ti está dentro de mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário